|

Um Deus Maravilhoso que Cura. Louvado seja Deus

1º Crônicas - 20 - 1 : 7 1. Ezequias é reconhecido como um bom rei. Mas no apogeu da carreira ficou muito doente. Uma enfermidade grave e mortal. 2. O profeta Isaías vai até o rei para fazer uma visita e anuncia que a doença o levaria rapidamente à morte: “Põe em ordem a tua cada” (verso 1). Um tipo de visita que ninguém gostaria de receber. a) Isso levou o rei a pleitear diante de Deus, em oração, pela vida. De maneira surpreendente, Deus Se compadece de Ezequias e o cura.
3. O que podemos aprender dessa história bíblica? Que lições podemos tirar da enfermidade e da cura de Ezequias? I. Neste Mundo Todos Sofrem 1. Aqui está um exemplo: o rei Ezequias era uma excelente pessoa e um bom rei. Ele não era bom porque era rei, era rei porque era bom. a) A Bíblia confirma isso em II Reis 18:1-8. 2. Verso 3: “Fez ele o que era reto perante o Senhor.” Verso 4: “Removeu os altos, quebrou as colunas e deitou abaixo o poste-ídolo” (idolatria). Verso 5: “Confiou no Senhor” (dependência). Verso 6: “Se apegou ao Senhor, não deixou de segui-Lo” (intimidade). Verso 8: “Feriu ele os filisteus” (Não fez aliança com os inimigos). a) A realidade é que a doença alcança também os bons, gente nova ou de idade avançada. Gente que foi ou está sendo uma benção para a igreja. Gente que ofereceu tudo ou ainda tem muito a oferecer para Deus. 3. Fazer a vontade de Deus tem o seu galardão. Tem a sua bênção. Possui suas vantagens, mas não nos isenta das tribulações. 4. O fato de sermos cristãos não significa que estamos assegurados por um super seguro de proteção. Então, qual a diferença de ser ou não cristão? a) A diferença é que nas provações e lutas da vida não estamos sozinhos. Temos um Deus conosco. Temos uma esperança e fé que nos sustenta e, se viermos a descansar, a morte não é o fim. Deus ressuscitará. O que não teme ao Senhor, sofre só e sem esperança. 5. Queridos, Deus é soberano em todos os seus caminhos. Ele permite que Seus filhos sofram, afinal vivemos em um mundo de pecado, mas a promessa é que nenhuma provação será maior do que aquela que podemos suportar (I Cor. 10:13). a) João 9:2 e 3 relata a história do homem cego. E revela que a doença não era resultado de algum pecado que ele ou seus pais haviam cometido, mas uma oportunidade para que o nome de Deus pudesse ser glorificado. Às vezes temos dificuldade de entender e aceitar essa verdade. II. Deus Responde as Orações 1. Interessante que aqui (II Reis 20:1-7) a oração é colocada como sendo mais forte do que a profecia. a) O profeta Isaías havia predito que a enfermidade era fatal, mas Ezequias não tomou essa palavra como final.Ele orou e foi capaz de anular a profecia. Isso é algo impressionante! 2. A Bíblia diz que o rei Ezequias chorou e abriu o coração a Deus. Ele não estava psicologicamente preparado para morrer. Desesperadamente clama ao Senhor por cura. É errado pedir algo aparentemente impossível a Deus? a) (comente o Salmo 102). Esse salmo nos motiva a pedir coisas impossíveis e a abrirmos o coração sem reservas a Deus. b) A resposta de Deus, em II Reis 20, foi rápida e precisa: verso 5: “ouvi a tua oração. “Vi as tuas lágrimas.” “Eis que Eu te curarei.” Verso 6: “Acrescentarei aos teus dias quinze anos.” ”E das mãos do rei da Assíria te livrarei, a ti e a esta cidade.” 3. Não é bom sabermos que Deus ouve e responde orações? a) No caso do rei Ezequias, a resposta foi imediata; porém, outras demoram um pouco mais, e outras vezes a resposta é diferente da que esperamos. Mas continue confiando, orando, pois Ele ouve e responde. b) O que aprendemos aqui é que, não importando o diagnóstico médico, devemos continuar elevando nossas orações de gratidão, louvor e petição. 4. O diagnóstico dado pelo profeta (enviado de Deus) era que a doença era fatal e sem cura. a) Aqui está um exemplo de que as coisas podem mudar (versos 4 e 5). Tudo mudou na vida do rei com a oração. Se a vontade de Deus for diferente é porque Ele tem um plano melhor do que o nosso. III. Deus dá Instruções para a Cura 1. II Reis 20:7 – Deus dá instruções e espera que as sigamos. 2. Deus dá instruções específicas. No caso de Naamã (II Reis 5), a instrução era mergulhar sete vezes no rio Jordão. Até a sexta vez nada havia mudado. 3. Os métodos de Deus às vezes parecem não ter sentido. No caso de Ezequias: pasta de figos. 4. Deus usa diferentes métodos. Usa a medicina tradicional, o regime alimentar ou o estilo de vida, jejum e outros meios. a) Nunca podemos limitar Deus. Por outro lado, abster-se dos remédios e só orar não é bíblico. b) No Novo Testamento encontramos outra instrução específica para a cura. Em Tiago 5:13-15 somos orientados a chamar presbíteros para ungir com óleo os enfermos, a orar por ele, e levá-los a confessar os pecados. c) A oração parece ser uma palavra-chave presente em todas elas. 5. Seria sábio seguirmos as instruções dadas por Deus na Bíblia para um viver saudável. Conclusão 1. Não é fantástica essa história? Deus respondendo pedido específico por cura depois que a Palavra profética afirmou que Ezequias morreria. 2. Nunca desacredite da oração. Nunca deixe de orar. Eu não sei qual é o seu problema. Seja qual for, coloque-o diante do trono da graça de Deus. Confie em Deus. a) Roguemos humildemente a Deus que seja nosso braço forte, manhã após manhã e procuremos nos abrigar sob os braços protetores de nosso querido Salvador. Fonte no Sermão Online

Postado por Administrador de empresas Francisco Lima às quinta-feira, março 11, 2010. Arquivado em , . Você pode acompanhar nossas notícias através do nosso Feed RSS 2.0.

0 comentários for "Um Deus Maravilhoso que Cura. Louvado seja Deus"

Escreva aqui seu comentario

ARQUIVO POST

Seguidores

ÚLTIMAS

Central Blogs

Rádio

Musicas para ouvir online